Disciplina “Fundamentos do Marketing Digital”

Disciplina: Fundamentos do Marketing Digital

Professor: Fábio Albuquerque

Do Tradicional ao Digital: a evolução do Marketing

Logo na primeira aula, me chocou positivamente a dinâmica de ensino do professor Fábio Albuquerque. O método, utilizando slides, é muito eficaz, mas não teria tamanha produtividade não fosse a filosofia de ensino com exemplos, vídeos, interação dos alunos. Ali, percebi que as palavras do coordenador do curso Nino Carvalho eram verdadeiras. “Nossos professores são minuciosamente selecionados”, disse ele na aula inaugural. Em toda a minha carreira estudantil, eu jamais vi uma aula passar tão rápido (e olha que foram quatro horas de duração). Claro, também há de se frisar que eu nunca havia me interessado tanto por uma temática.

Vamos ao que interessa, os estudos básicos e um resumo da prévia da apostila de estudos:

Nessa disciplina, aprendemos sobre os fundamentos do Marketing Tradicional e, aos poucos, migramos para o Digital, afim de entender conceitos básicos e perceber como o desenvolvimento da área aconteceu. Aqui, claramente, percebemos uma incrível mudança daquilo que era antigamente a comunicação em grande escala (apenas uma das diversas ferramentas do marketing), da atual, com aquela que provavelmente foi a responsável pela maior transformação na história da humanidade e da comunicação em massa: a Internet.

O foco do novo profissional é saber utilizar as ferramentas disponíveis digitalmente, incluindo as Redes Sociais, Softwares diversos, Tecnologia Mobile, Estratégias de SEO, Remarketing, Games, entre tantas outras. Uma das mais importantes frases ditas pelo professor Fábio na primeira aula é: “Não é a empresa quem escolhe estar ou não nas Redes Sociais. Ela já estará lá, independente da vontade da organização. Cabe a ela decidir gerenciar sua imagem online ou não”. Gerenciamento, portanto, é a palavra chave no Marketing, é saber utilizar as ferramentas disponíveis em prol da lucratividade. Essa frase quer dizer que, mesmo que você opte por não ter um site, uma página nas Redes Sociais, uma presença online, as pessoas estarão opinando sobre a sua empresa, quer queira, quer não. Portanto, é importante saber gerir a sua imagem.

O vídeo abaixo é muito interessante e explica um pouco como ocorreu essa revolução no Marketing:

Outro ponto muito importante é não confundir Marketing com Publicidade, Vendas ou Comunicação, embora se relacionem. O Marketing tem raízes na Economia, portanto é o embasamento estratégico, o pensamento prévio e planejamento feito para administrar o futuro da empresa, tornado-a rentável e lucrativa, identificando o comportamento do consumidor. E o consumidor hoje em dia está na internet. No Marketing Digital não é diferente. As tecnologias modificam os hábitos do consumidor. O Marketing Digital busca entender esses novos hábitos, então, podemos dizer de uma maneira ríspida, que o Marketing Digital = Marketing Tradicional + Tecnologia da Informação.

É exatamente nessa fórmula que se baseia o primeiro conceito definido, de que “Marketing Digital é um modo específico de aplicar os fundamentos de marketing utilizando ferramentas de tecnologia da informação e meios digitais”. Para Jones e Ryan (2012), o desenvolvimento tecnológico é o fator chave na evolução do marketing. Ou seja, o avanço nessa área altera os hábitos dos consumidores e seus relacionamentos. Hoje em dia, tudo é comentado na Internet, portanto a sua empresa está sendo avaliada constantemente. E a internet possibilita que cada um seja cidadão individual se torne um órgão de imprensa, ou seja , há um empoderamento do consumidor, que não demonstra mais passividade diante das circunstâncias impostas. Antigamente, havia um oligopólio da informação, onde apenas grandes veículos falavam para uma grande quantidade de público, era uma comunicação de poucos para muitos. Hoje em dia a comunicação é de muitos para muitos.

Para Gabriel (2010), o digital potencializa o alcance do marketing e acrescenta valor às estratégias, enriquecendo-as, o que quer dizer que ele não vem para substituir o tradicional, mas abre, com certeza, uma imensidão de oportunidades e ameaças diferentes das habituais da mídia off-line. Jones e Ryan (2012) completam, firmando que o digital é a compreensão de como utilizar as tecnologias para influenciar e engajar os consumidores de maneira eficiente. Ou seja, esse novo recurso auxilia na administração da imagem, e de uma forma muito mais eficiente pela possibilidade de ser segmentado, direcionado e mensurável.

Kotler afirma que as empresas precisam se reparar para programas de marketing customizados, ou seja, cada cliente ou grupo de clientes é único e especial, e requer estratégias personalizadas para ele, é cada vez mais exigente pela atividade que antes era limitada pelo poder da mídias tradicionais, cada vez menor na internet. E na perspectiva de marketing 3.0 defendida por ele, as empresas na atual era passa a pertencer cada vez mais ao consumidor. Hoje em dia, recursos como a internet, softwares (programas), plataformas (recursos digitais) e dispositivos mobile mudam o comportamento, criando uma cultura colaborativa, que faz com que os consumidores se unam para discutir sobre a empresa.

Une-se, então, o virtual e o real em uma única realidade, em que o online e o off-line caminham cada vez mais lado a lado, graças à imersão da tecnologia no cotidiano de maneira ubíqua (onipresente). O cliente participa ativamente como advogado da marca, quando satisfeito, e, ao contrário, denigre a imagem da empresa quando insatisfeito. Outra característica importante a se citar é a perenidade da internet, ou seja, um comentário feito há quatro anos atrás permanece na rede, podendo influenciar na decisão de compra ainda hoje. A internet é a força coletiva, onde os consumidores divulgam suas experiências de consumo.

Jones e Ryan (2012) afirmam, ainda que o Marketing Digital deve criar conexões, diálogo, engajamento e relacionamento direto para gerar valor à marca e ampliar a percepção e visão positiva do consumidor. De modo inteligente e estratégico, interagir com o cliente respondendo às necessidades dele. Há ainda uma série de vantagens com relação ao marketing tradicional, como por exemplo a agilidade, flexibilidade, segmentação, personalização, custo, mensuração, monitoração, etc. Tudo isso deve ser utilizado como ferramentas de experiência para que seja feito o re-marketing e as correções das suas ações de marketing de maneira geral.

 

Anúncios

2 pensamentos sobre “Disciplina “Fundamentos do Marketing Digital”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s