Análise de aplicativo: WhatsApp

Whatsapp

Aplicativo: WhatsApp

Compatibilidade: iOS / Android / Windows Phone / Blackberry

Funcionalidade: Redes Sociais

Nota: 10

Se você tem um smartphone, provavelmente participa de grupos criados através do aplicativo tema de hoje. No Brasil, tornou-se quase unanimidade quando o assunto é telefonia móvel. Em uma plataforma simples que sincroniza automaticamente os seus contatos que possuem o aplicativo, nada mais é do que um lugar para conversar particularmente ou em grupo, uma espécie de chat mobile. Com disparidade, é o mais utilizado no Brasil e se você ainda não sabe do que se trata, está perdendo um dos mais revolucionários sistemas de comunicação do país desde a invenção do telefone. Esqueça o seu sistema de mensagens tradicional e caro. Através do WhatsApp, você troca mensagens de texto, vídeos, fotos e áudio pagando apenas pelo seu serviço de internet móvel.

Este é, portanto, um dos pontos negativos. Se você vai àquela fazenda isolada dos centros urbanos, dificilmente conseguirá utilizá-lo por problemas de sinal, embora essa regra também valha para o sinal da operadora. Outro ponto negativo é que há pouco tempo ele passou a ser pago, embora a anuidade de U$1,99 seja praticamente irrelevante diante da utilidade do aplicativo. Além disso, recentemente um malware se espalhou através da plataforma, uma espécie de vírus que “travava” a utilização do telefones com sistema iOS, através de uma simples mensagem, erro já consertado pelos desenvolvedores.

Outro destaque é o fato de que o WhatsApp não aceita anúncios. Nenhuma propaganda aparecerá na sua tela repentinamente, não se preocupe. Portanto, tornou-se usual no Brasil estar conectado 24 horas por dia com os seus amigos ou colegas de trabalho. Você pode trabalhar e nos intervalos acessar o aplicativo e se atualizar sobre as conversas que nos grupos aconteceram. Pode assistir a um programa e, durante os comerciais, checar o que aconteceu no aplicativo. Pode papear durante a aula chata de álgebra, ou enviar a foto daquela praia que você visitou em tempo real. Ou você pode simplesmente ignorar as muitas mensagens que provavelmente estarão apenas esperando para serem lidas.

Como o ambiente tecnológico está em constante mutação, existem outros aplicativos que ameaçam a existência do WhatsApp. Um deles é o WeChat, que cresceu através de milionárias campanhas publicitárias (o garoto propaganda é Lionel Messi, o melhor jogador de futebol do mundo) e por possuir o diferencial da tecnologia locativa, ou seja, você pode encontrar pessoas que estão próximas a você, enquanto o WhatsApp se limita a pessoas que você tem na sua lista de contatos. Apesar disso, ainda perde feio em número de usuários. O que será dele amanhã, não sabemos. A cada dia, mais usuários migram para apps semelhantes, mas também há diversos clientes fieis. No ambiente tecnológico, é difícil saber como se comportará o consumidor de amanhã. Para nós, do Marketing, acredito que ainda temos que descobrir como utilizar esse tipo de plataforma social sem ser invasivo (como no caso dos anúncios). Quem sabe no futuro os dados se tornem até mesmo mensuráveis.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Análise de aplicativo: WhatsApp

  1. Pingback: A viralização em mobiles e a pornografia de vingança: o caso Fran | The Socialpedia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s