A diferença entre a Rede de Pesquisas e a Rede de Display do Google

Redes Display e Pesquisas

A melhor maneira de se trabalhar com o Google Adwords é fazendo campanhas distintas nas duas redes, já que elas funcionam de maneiras diferentes. Saiba quais são as principais diferenças entre elas:

A Rede de Pesquisas

Quando você pensa em fazer uma pesquisa no seu computador, seja pro seu trabalho de escola ou apenas para se informar, no que você pensa? A resposta imediata, para cerca de 85% da população brasileira (leia mais aqui), é a mesma: Google. Quando o usuário faz uma busca, aparecem dois tipos de resultados:

1- os orgânicos (resultados não pagos, onde o Google utiliza um algoritmo secreto com critérios diversos para determinar a relevância. É ai que trabalha o profissional de SEO, ou Searching Engine Optimization).

2- os links patrocinados (resultados através de cruzamentos de palavras-chave. Os anunciantes as escolhem e pagam por clique em suas páginas).

Google Adwords - Rede de Pesquisa

Observe essa busca feita através da combinação de palavras-chave “carro novo”. Os anúncios foram destacados em vermelho. Note que os resultados pagos que aparecem centralizados ficam em uma caixa com uma cor rosa levemente diferente do branco no restante da página (nesse caso, os três primeiros) e também aparecem na barra lateral. Repare também que o próprio buscador avisa que se trata de resultados patrocinados.

Observações importantes:

– Os resultados das buscas são independentes, ou seja, uma não influencia na outra.

– Os resultados são diferentes em plataformas móveis (será tratado mais tarde).

– Outras plataformas do Google também estão vinculadas à Rede de Pesquisa, como o Gmail, o YouTube, o Orkut e o Blogger.

A Rede de Display

Existem plataformas associadas e cadastradas no Google Adsense que são parceiras do Google. Elas vão desde grandes portais (G1, Último Segundo, etc.) a pequenos sites e blogs. O que isso quer dizer? Significa que essas plataformas autorizam a veiculação de anúncios em seus sites, e são financeiramente recompensadas por isso. Dessa maneira, o anúncio pode aparecer apenas em sites específicos e direcionados por temas. Por exemplo: se você entrar em um site sobre cães, possivelmente os anúncios que aparecerão serão relacionados a animais, como rações, coleiras, etc. Mas não necessariamente, isso quem determina é o autor da campanha. Grandes anunciantes como a Saraiva, o Submarino e o Decolar.com investem nos mais diversificados ramos da internet.

Google - Rede de Display

Google Adwords - Rede de Display

Observe as imagens feitas através do site Doentes por Futebol. Perceba que, em destaque, há dois anunciantes: o CCAA, uma escola de inglês muito popular no Brasil e a Samsumg, a gigantesca corporação de tecnologia da informação. Isso quer dizer que essas empresas fizeram amplas pesquisas e decidiram investir em anúncios em diversos tipos de sites, incluindo o site em questão, especializado em esportes, mais especificamente o futebol. Cada vez que o usuário entrar na página, aparecerão, muito provavelmente, anúncios diferentes. Porém, há a opção de segmentação, como vemos abaixo:

Google - Rede de Display 2

Nesse caso, um grande anunciante, a Netshoes, segmentou seu público, ou seja, decidiu veicular sua marca e produtos esportivos em um dos grandes parceiros da Google, o globoesporte.com (vinculado ao portal G1).

O Google oferece um mundo totalmente novo para quem quer investir em publicidade na internet, os quais podem ser utilizados em prol de campanhas de marketing de variados tipos e dimensões, dependendo da estratégia escolhida. Mas se há algo inquestionável, é a eficiência desses sistema.

Anúncios

Como se tornar um especialista em Google Adwords

Google Adwords

Primeiramente, gostaria de desejar um ótimo 2014 a todos os amigos e seguidores do blog. Digo mais: que sirva como uma alavanca profissional na carreira de cada um.

No mês de Novembro, tive o prazer de participar do Google Expert: Training Day (treinamento completo aqui). Fiz a promessa de divulgar meus estudos, mas como o final de ano foi muito mais apertado do que eu esperava, não foi possível fazê-lo no ano passado. Portando, iniciarei o ano ao passo em que faço o mesmo com os estudos para a prova de especialista em Google Adwords. Aos que querem me seguir nessa empreitada, fica o convite para leitura e discussão, pois divulgarei aqui alguns elementos de estudo pessoais que facilitarão aos leitores que também tenham o mesmo objetivo.

Inicialmente, divulgarei aqui o aprendido no Google Expert: Training Day. Espero que aproveitem!

Introdução

O Google Expert: Training Day aconteceu no mês de Novembro, em 2013, em várias salas ao redor do Brasil, visando ensinar a profissionais e empresários de todo o Brasil sobre as ferramentas do Adwords e incentivá-los ao uso do mesmo. Foi apresentado por Vince Vader, Isabel Furtado, Jovem Nerd e Azaghal, pessoas notáveis do mundo dos anúncios.

Para se tornar um especialista em Google Adwords, é necessário ser aprovado em, no mínimo, duas provas: uma básica e uma avançada. Existem 4 provas (2 da rede de busca e 2 da rede de display) e é altamente recomendado que o profissional faça as quatro provas. Se o candidato passar pela prova básica de uma das redes, está consequentemente qualificado para fazer a prova avançada da mesma. Caso tenha sucesso na segunda prova, ele recebe o reconhecimento do Google, um certificado mundialmente valorizada e prova que o candidato domina as ferramentas, práticas e técnicas do Adwords.

Para fazer a prova, basta acessar o link: http://www.google.com/partners

Os estudos podem ser feitos através da plataforma criada para este fim, encontrada em: http://www.expertbrasil.withgoogle.com.

Até a próxima postagem!

#Galaxy11, jogadores de futebol ajudam a salvar a Terra

Galaxy11

Bom, galera, primeiramente, peço desculpas pela ausência. Ando extremamente sem tempo nesse fim de ano, tanto que ainda nem pude realizar a minha prova do Google Adwords (a promessa de divulgar aqui meus estudos continua de pé).

Passo rapidamente aqui para falar de uma campanha da Samsung, envolvendo o Galaxy 11. Trata-se de uma campanha baseada em futebol. É o seguinte: eles começaram a lançar vídeos esporádicos de sinais gigantes ao redor do mundo e, mais tarde, revelaram se tratar de um desafio de alienígenas à seleção de jogadores da Terra. Quem vencer, leva o planeta. Pode parecer meio bobo, mas a estratégia de divulgação contínua e a longo prazo realmente contagia os torcedores a menos de um ano da Copa do Mundo.

O encarregado por formar o time é o ex-jogador Franz Beckenbauer, que escolheu jogadores como Messi, Oscar e Falcao Garcia para representar os terráqueos. Quem serão os próximos? Você pode ver todos os vídeos nesse Tumblr: http://thegalaxy11.tumblr.com/

Google Expert: Training Day – Impressões

Google Training Day

Na semana passada pude estar presente no dia de treinamento do Google Adwords, que foi nomeado Google Expert: Training Day. As aulas, ministradas simultaneamente em diversas das mais importantes cidades do Brasil, ensinou, em caráter iniciante, como investir nas palavras patrocinadas do Google.

Embora as dinâmicas planejadas não tenham sido exatamente interativas, eu gostei bastante da aula em si. Para alguém que, como este blogueiro, não possui conhecimento avançado nessa ferramenta, foi bastante importante enxergar como funcionam, por exemplo, os dois tipos de Rede (de pesquisa e de display) do Google. Além disso, a adaptação à interface e a descoberta de recursos como os tipos de correspondência de palavras-chave, definições básicas de CTR (Taxa de cliques), a importância das impressões e etc. foram bastante úteis.

Nos próximos dias, pretendo fazer a prova básica do Google, portanto postarei aqui alguns de meus estudos, visando auxiliar também aos leitores desse blog.

Um grande abraço!

O lado bom do Hummingbird, o novo algoritmo do Google

Hummingbird

Há um mês, o Google lançava o seu novo e polêmico algoritmo, o Hummingbird (beija-flor em português), que teve uma grande repercussão na mídia e, principalmente, entre os profissionais do mundo do Marketing Digital. Ele mudará pra sempre as estratégias de SEO (Searching Engine Optimization)  a serem utilizadas, o que causou tamanho furor e até desespero. Ai, minha nossa senhora, Scooby! Tem um monstro atrás de nós! Calma. De um ponto de vista um tanto quanto egocêntrico, o The Socialpedia mostra o lado positivo desse misterioso beija-flor.

Embora ainda seja objeto de estudo (como disse, foi lançado há apenas um mês), vou demonstrar aqui a minha visão pessoal do Hummingbird. Em primeiro lugar, o maior beneficiado com essa atualização é o… é o… wait for it… o usuário! Exato! Ao que tudo indica, as buscas passarão a ser mais semânticas, ou seja, facilitarão a vida do internauta e trarão resultados até ele com mais eficácia. O SEO irá enfraquecer? Talvez. Acredito que as técnicas terão que ser revisadas, pois não mais bastará a escolha das palavras certas para que a sua página fique bem ranqueada. Pra quem não conhece (e essa é uma visão um tanto quanto crua, já que eu também estou longe de ser um especialista), o trabalho de SEO consiste em descobrir palavras-chave (através do Google Adwords) que elevem o seu nome nas buscas, e ai você coloca ela duas ou três vezes em um texto, uma no título, uma na tag e… como em um passe de mágicas, seu site aparece nos primeiros resultados dos mecanismos de busca! Claro que essa competência é muito mais complexa do que o citado (como por exemplo, reconhecer nichos na cauda longa), mas esse é um resumo para iniciantes sobre o que se trata.

Claro, existem técnicas legais e outras nem tanto assim, o chamado “black hat“. Eu tinha um amigo que buscava no Adwords as palavras mais buscadas. Por exemplo, houve um tempo em que Anderson Silva, o lutador de MMA, apareceu na mídia e seu nome emergiu como uma potência nos mecanismos de buscas. O rapaz citado viu isso e fez o quê? Escrevia sobre o Anderson Silva em sua página pessoal. Eis o erro: ao invés de escrever um conteúdo agradável e didático, ele simplesmente escrevia a palavra “Anderson Silva” várias vezes. Isso é uma técnica ilegal e que faz com que as pessoas caiam em sites com pobreza de conteúdo, uma falha do antigo algoritmo do Google. A conta desse moço acabou sendo deletada e não pode mais ser reativada por violação das regras do buscador.

Entendem agora o porquê de o Hummingbird ser um mecanismo diferenciado? Segundo prometem os desenvolvedores, o filtro ficará mais forte e, acredito eu, será direcionado de acordo com os seus interesses (inclusive, a opção + 1 no Google + influenciará nos resultados). Isso significa que os resultados podem ser diferentes dependendo de variáveis como idade, gostos, gênero, preferências, etc. (técnicas já existentes, mas sem tanta eficiência até então).

E o mais importante de tudo isso: o Google passará a valorizar agora a geração e a qualidade do conteúdo. Acho que, ao fim do ano, em Dezembro, as agências e grandes portais perceberão que não haverá outra saída a não ser a atualização constante e com qualidade de suas páginas. Para os usuários, isso é ótimo, afinal quem é que não quer uma biblioteca cada vez mais ampla e com cada vez mais autores qualificados, não é mesmo?

Para mim, iniciante na área, é, também, uma oportunidade. Alguns verão egoísmo nessa declaração, mas é a mais pura realidade. Se os profissionais experimentados terão que se readequar e com certeza trarão algo de suas antigas experiências consigo, os mais jovens poderão adentrar com tudo nesse novo caminho aberto belo Beija-Flor. Se você é um deles, não deixe a chance escapar!

Um grande abraço!

Bem-vindos ao Socialpedia

Imagem

Inicio, hoje, este blog, com o objetivo de tê-lo como ferramenta de experiência, um laboratório digital para aquela que considero como a área na qual pretendo atuar daqui pra frente: a do Marketing Digital. Neste diário virtual, buscarei compartilhar meus ensaios desde o quase amadorismo até um dia chegar (e se chegar) a ser um grande profissional do ramo. Claro, essa oficina online estará sob análise de algumas das ferramentas, por exemplo, de análise de mercado como o Google Analytics, Adwords, mecanismos de busca, SEO, SEM, entre outros. Acalme-se, caso não saiba do que se trata. Há poucos meses atrás eu também não conhecia nenhuma dessas palavras e expressões e, apesar de hoje ouvi-las com bastante frequência, a utilização que faço delas é quase zero.

Tentarei obedecer a algumas leis não-oficiais da internet, como por exemplo a de não ultrapassar três parágrafos, pois a leitura pode ficar cansativa. Portanto, os posts não serão longos e podem ser até mesmo divididos, para que você, leitor, possa escolher quanto e quando ler. Serei aqui um autêntico puxa-saco dos frequentadores, pois a única maneira de você entender o seu público é analisando-o e se adequando. Críticas, sugestões e comentários serão bem-vindos de forma semelhante, portanto, não seja tímido. Comente e eu farei de tudo para melhor me adequar.

No próximo post, falarei um pouco sobre mim e como me envolvi com esse setor de mercado. Espero que gostem.

Lucas Amaral Nunes